Blizzard é alvo de boicote mundial.

Isabel Oliveira
i.oliveira4964@gmail.com

Designer da Universidade Libertária, sócia, amante da liberdade.

A produtora de jogos Blizzard, responsável por sucessos como World of Warcraft, Diablo e Overwatch está sendo boicotada pela internet e até mesmo por seus funcionários após suspender a conta de um profissional de Hearthstone, Chung “Blitzchung” Ng Wai, em um ano por ter falado em defesa da liberdade de Hong Kong durante uma trasmissão ao vivo. Além dele, os dois casters participando da entrevista também foram desvinculados da empresa, mostrando uma postura desesperada da mesma para manter seu mercado chinês intacto de sansções. Entretando, é hipócrita se olharmos os valores que a companhia diz defender, além da clara censura.

Na sede da Blizzard, há uma estátua de um orc de ‘Warcraft’ – seu nome é Thrall – cercada por um círculo onde podem ser encontrados os oitos valores que representam a empresa. Como protesto, alguns funcionários taparam com papel dois destes valores sendo eles o “Pensar Global” e “Todas as Vozes Importam”, o que diz muito sobre o clima que se vive atualmente a nível interno.

A atitude do jogador de falar sobre a situação de Hong Kong foi um ato de mostrar ao mundo o que está se passando por lá, exercento nada além de seu direito de liberdade de expressão.

Apesar de existir uma regra que proíbe os atletas profissionais de entrarem em discussões políticas durante as competições, a decisão da Blizzard de banir Blitzchung por um ano e ainda remover todas as suas premiações é ridícula, ainda mais que tais punições não devem trazer o atleta de volta ao jogo e ainda remove o recurso financeiro que ele já contava como ganho.

Mas a consequência desses atos foi instantânea: profissionais da indústria dos games se posicionaram contra a medida, vários fãs criticaram duramente na mídia social, floodaram as redes da Blizzard com diversas frases relacionadas ao ocorrido e a Hong Kong. No Reddit, o ataque foi tão grande que a empresa suspendeu seu subreddit oficial. A decisão fez com que os fãs se sentissem ainda mais furiosos, com muitos a ameaçar boicotar por completo a empresa e deixar de comprar e jogar aos seus jogos.

Um dos criadores do game World of Warcraft se demitiu após esse ocorrido e iniciou uma campanha de boicote à empresa. Membros da equipe deste profissional foram demitidos, sem motivo algum, mesmo não estando participando do movimento que o chefe inicializou.

Em uma tentativa desesperada de manter seus jogadores, a Blizzard ativou o Controle de Danos em seus jogos, impedindo as pessoas de deletarem suas contas.

Vale ressaltar que a NBA passa por um caso semelhante, mostrando a preocupação notória do ocidente em não perder dinheiro daquela nação, independentemente do motivo.

Os boicotes estão firmes e fortes. Vamos acompanhar a história, juntamente com o preço das ações da empresa.

Fontes: Noticias ao minuto; E-arena; Libertarianismo Geek.


1 Comentário
  • Júlia Martins
    05/04/2020

    Aqui é a Júlia Martins, eu gostei muito do seu artigo seu conteúdo vem me ajudando bastante, muito obrigada.

    Responder

Deixe seu comentário