Igualdade? Não, Obrigado!

Desde criança venho ouvindo muito uma certa palavra. Palavra esta que por sinal nunca me fez muito sentido. Ao observar o mundo ao meu redor, não encontrava os sentidos que ela deveria ter. Observo desde os menores seres vivos existentes, as árvores, os grandes animais e até mesmo os irmãos gêmeos univitelinos (que possuem o mesmo código genético), e vejo que sempre em algum ponto eles têm algo diferente. A palavra a que me refiro é igualdade.