Por que a economia austríaca é mais bem fundamentada na realidade do que a abordagem neoclássica

[Originalmente publicado como “Economic Science and Neoclassicism” na Review of Austrian Economics: Winter 1999] – Jörg Guido Hülsmann Traduzido por: Johann Scholzel Por mais de quarenta anos, economistas têm rotineiramente rejeitado o postulado que a teoria econômica deveria ser realista. Desde então, Milton Friedman (1953) delineou uma metodologia positivista para a economia, a maioria dos estudantes …

Valor-marginal sobre uma perspectiva praxeológica

É perceptível que a teoria do valor-marginal é a teoria econômica mais capaz de explicar a formação de preços no mercado, sendo ela um dos alicercs para a derivação de outros teoremas econômicos. Se nós não conhecêssemos tal fenômeno econômico, jamais poderíamos especular com exatidão acerca da forma pela qual os preços das mercadorias são …

Sonegar Informação

Porque devemos ocultar o máximo de informações do Estado? “Uma informação secreta faz parte do que somos e que nos recusamos a compartilhar com outras pessoas.” — Zygmunt Bauman Com o Estado na jogada, perdemos significativamente o poder de sigilo, que é uma proteção contra a divulgação não autorizada de informações, que estabelece, demarca e fortalece …

Praxeologia, Motivação e Vocação

Disraeli diz: “Faça o que lhe agrada, contanto que isso lhe agrade de fato.” Essa citação é, em todo o seu sentido, primorosa; vivemos num mundo (entende-se mundo por realidade) onde recursos são escassos; portanto, empreendemos os nossos esforços sempre em direção ao que nos é mais “valioso” em detrimento de outros objetivos. Como Mises diz: “Não somos capazes …