O Libertarianismo é uma Utopia? – A Verdadeira Utopia

Gustavo Kaesemodel
gustavo@universidadelibertaria.com

Formado na primeira turma da Pós-Graduação em Escola Austríaca de Economia pelo Instituto Mises e em Administração de Empresas com Foco em Marketing pela ESPM-SP, empreendedor e libertário. Autor do artigo A Autopropriedade e a Ética Libertária, publicado na Revista Mises. Tem como missão de vida divulgar o libertarianismo e fazê-lo acontecer na prática.

Uma crítica comum ao Libertarianismo é a de que se trata de uma utopia. O Pondé, por exemplo, tem um vídeo no YouTube com muitos acessos dizendo que simpatiza com o Anarcocapitalismo, mas que só não o adota porque se trata de uma utopia, sem dar mais nenhuma justificativa.

Queria fazer uma reflexão, sobre qual é verdadeira utopia.

Será que a crença do estadista, de que o político defende os interesses da população, é menos utópica do que o fato de que cada um é responsável pela própria vida?

Será que a crença do liberal de que o poder do estado pode ser limitado pela constituição não é mais utópica do que a crença de que um dia vamos ter instituições privadas tão fortes que não precisaríamos mais dele?

Será que a crença do estadista, de que o político honesto e iluminado é capaz de, junto com uma equipe de burocratas, saber o que é melhor para todos os indivíduos de um país, é menos utópico que o fato de que um acordo voluntário entre duas pessoas é mais eficiente do que um acordo voluntário entre duas pessoas ajustado coercitivamente para atender o interesse de terceiros?

Será que a crença do liberal, de que os impostos vão diminuir para permitir maior liberdade, considerando os aumentos constates nos últimos 100 anos, é menos utópico do que a crença de que em algum momento a população vai se revoltar contra a quase escravidão? (pelo menos você ainda tem direito a metade do que você produz)

A diferença entre a utopia e a realidade, é a aplicação na prática. O desafio de colocar na prática esses pequenos ganhos de liberdade, são tão grandes e complexos quanto aplicar as liberdades propostas pelos libertários. Se o esforço é grande, talvez enorme, porque não, então, por em prática o que é certo?


2 Comentários
  • Anderson
    22/04/2020

    Artigo interessante, mas não desfaz o argumento que AnCap é uma utopia.
    E, aproveitando o momento, como seria o controle do Coronavírus em mundo ou país libertário? Uma vez q não existiriam por exemplo exames gratuitos ou governadores determinando quarentena

    Responder
    • Universidade Libertária
      23/04/2020

      Mas mostra como crer no estado para melhorar a vida das pessoas é tão utópico quanto, ou mais. Sobre o Corona, tem alguns pensamentos sobre o assunto neste link: https://www.universidadelibertaria.com.br/coronavirus-por-que-nao-seguimos-o-exemplo-da-coreia-do-sul/

      No geral, deixar as pessoas avaliarem opções diferentes tende a gerar melhores soluções do que impor uma única solução para todo mundo. Isso sem falar nos diversos momentos que o governo piorou a situação, como por exemplo na demora para aprovar medicamentos, nos empregos que destruiu sem necessidade, na proibição de atendimento médico via videoconferência, entre outros.

      Responder

Deixe seu comentário